[marketing digital][carousel][7]

quarta-feira, 1 de março de 2017

Os 5 Maiores Erros de Marketing Digital que a Maioria dos Empresários Fazem e como Corrigi-los

13:45:00
saiba os 5 erros comuns marketing digital e como corrigir

Os 5 Maiores Erros de Marketing Digital que a Maioria dos Empresários Fazem e como Corrigi-los

Uma recente pesquisa, relatou que apenas 8% da empresas terceirizam seu marketing para um consultor ou uma agência e 65% das novas empresas nunca receberam e nem consideraram qualquer treinamento formal de marketing digital

Com uma certa pressão de "ter que dar certo" e "sobreviver" pra não virar estatistas do Sebrae, um novo negócio tem que encontrar o equilíbrio certo entre o que faz sentido de um ponto de vista do marketing digital e que vai agradar os seus proprietários ou até investidores.

Aqui estão 5 dos Maiores Erros de Marketing Digital feitos por novas pequenas empresas e como corrigi-los.



# 1 - Plano de Marketing Anual


Os proprietários e investidores gostam de ver o progresso e uma abordagem estratégica para as empresas em crescimento. Frequentemente, as startups que são financiadas ou estão olhando em obter um capital, criam um plano de marketing de 9-12 meses. Esse plano geralmente consiste em uma fase piloto de três meses e mais duas ou três fases de expansão.

A publicidade on-line muda rapidamente e os novos formatos de anúncio são exibidos a cada 8 a 12 semanas, significando que você está planejando antecipadamente sem considerar nenhum novo formato de anúncio. 

Além disso, uma das maiores características de marketing on-line versus marketing off-line é que todos os testes de divisão importante mostram resultados quase instantâneos. Planejar um ano à frente sem nunca ter testado nada significa basear tudo em suposições sobre o que funciona melhor. 

Embora você possa estimar as taxas de conversão e os custos com base na experiência, para estimar um ano à frente e ter esse plano passar exatamente como esperado sem descobrir uma maneira melhor de fazer as coisas é improvável.

Exemplo de um formato de anúncio que recentemente mudou são o formato de anúncio do Google Adwords mudou as chamadas, m
uitas empresas foram pegas de surpresa quando o Google tirou a opção de segmentar dispositivos móveis exclusivamente e introduziu o modificador de lance. 

Se qualquer uma dessas empresas tivesse feito um plano de nos últimos 12 meses, nenhuma dessas mudanças teria sido considerada nele. Uma estratégia de marketing digital reativa, flexível e ajustável funciona de forma muito mais eficaz para uma pequena empresa que está em rápido crescimento. 

Decida qual plataforma você quer tentar primeiro e quanto dinheiro você está disposto a gastar, mesmo se você não conseguir uma única ligação ou venda. Comece a anunciar os três principais produtos ou serviços, ou seja, aqueles onde você espera a maior demanda e / ou que possuem as maiores margens. 

Quando isso funcionar e começar a rodar, adicione uma plataforma complementar para fins de remarketing entre os canais e, se isso funcionar, adicione uma campanha nessa segunda plataforma.

# 2 - Orçamentos X Custos


Alguns clientes que são novos no marketing on-line, querem ver um orçamento exato para os próximos 3 meses seguintes e assim por diante. Na maioria das vezes, esse orçamento está longe de ser exato. 

Além disso, há sempre uma grande expectativa de um impulso mágico e quando a primeira proposta de marketing on-line é apresentado, o orçamento é muitas vezes considerado como custo. 

Mas você precisa separar no orçamento, o gasto real da campanha (que é indicado em 99% das plataformas como "custo") e o custo real, ou seja, o custo das pessoas que trabalham na campanha.

Além disso, é um ótimo momento para salientar que os orçamentos de marketing on-line são destinadas a ser um investimento. Eles são destinados a gerar lucro, diretamente com as vendas ou indiretamente com a marca. 


A diferença na formulação aqui faz uma grande diferença, porque todos sabem que os investimentos têm um certo nível de risco para eles. Portanto, você precisa avaliar ou apresentar o seu plano de marketing, tenha em mente o que os números realmente representam e quais são as suas diferenças.

Dependendo do tipo de negócio que você está dentro, também deve-se considerar a sazonalidade nas vendas ou o quando tempo leva para um cliente fazer uma recompra. Ainda mais quando se espera que as vendas aconteçam de forma imediata e você tem pouco dinheiro e tem menos de um ano para fazer uma falha épica ou fazer esta a melhor decisão da sua vida.

Novamente, isso depende de quantas vezes os seus clientes compram. Esta estratégia é valiosa se você tiver mais de uma compra por cliente dentro de um ano e terrível se for considerar que estamos em épocas de crise financeira, se você está pensando em vender algo como máquinas de lavar roupas ou cozinhas planejadas que as pessoas compram uma a cada 10 anos.

# 3 - Usando mais de uma plataforma 


Começar com várias plataformas de uma só vez é um típico erro de marketing digital dos pequenos negócios e também é um dos temas que os comerciantes tem maior resistência. Enquanto muitos apoiam começar no máximo de plataformas e campanhas como seu orçamento permitir isso fará chegar ao sucesso mais rápido, outros preferem começar pequeno e ampliá-lo. 

A minha experiência, há vantagens e desvantagens para ambas as estratégias, mas a minha recomendação seria começar pequeno e ampliá-lo, sempre!

Se você iniciar no Facebook Ads, no Google AdWords, o Bing, o Twitter, Instagram e assim por diante, tudo de uma vez, você saberá muito mais rápido o que não funciona e pode se concentrar no que funciona melhor ou continuar testando até que ele funcione em todas as plataformas. 


Eu gosto das coisas claras e decisões tomadas em preto e branco baseada em estatísticas claras que me apontam na direção certa e óbvia, é um monte de trabalho para configurar e há uma maneira mais eficiente de fazer isso.

As empresas podem ser classificadas em dois tipos de categorias de marketing digital:

>> Marketing Empurrado
>> Marketing Puxado

As plataformas de publicidade normalmente se encaixam ou existem algumas plataformas que são grandes para ambas as estratégias, mas o principal tráfego pode ter sido gerado de uma plataforma que vem de apenas uma dessas estratégias. Vamos dar uma olhada em alguns exemplos.

Para 99% das estratégias de puxar, plataformas orientadas por palavras-chave como, AdWords e Bing, por exemplo, são as suas melhores apostas.

Para empurrar, é um pouco mais do que isso. Interesses, comportamentos e demografia se encaixam na maioria dos perfis de clientes para estratégias de marketing empurrado, então o Facebook e a Rede de Display do Google são ótimas opções aqui.


Além disso, existem outras categorias como a prova social, por exemplo. As pessoas compram de você principalmente por causa de quem comprou de você, as opiniões estão dizendo. Esta última categoria tenho usado com muito sucesso e cai perfeitamente para novas pequenas empresas que vendem um produto "inovador". 

As opções de publicidade on-line devem ser baseadas em palavras-chave de destino, ou seja, potenciais clientes que procuram seu produto por exemplo: travesseiros magnéticos, para grupos de idade, estilos de vida (por exemplo, entre 45 a 60 anos que atualmente já estão fora da faculdade).

Por ser muito claro sobre empurrar e puxar o marketing, você pode comparar o que as diferentes plataformas podem oferecer para a inicialização em questão. Se você tem que ir para uma delas, tome uma com o maior volume e com menos variáveis.

Em vez de tentar todas as plataformas ao mesmo tempo, você pode restringi-lo para os mais propensos a servir a sua estratégia de marketing. Depois de descobrir o que funciona, você será capaz de quase duplicar a campanha para outra plataforma da mesma categoria de marketing. 


Por exemplo, se o seu produto é impulsionado pela demanda, sua estratégia de marketing é puxar. Se o Google AdWords funcionar, o Bing provavelmente será rentável também.

Além do fato de que você pode escalar campanhas mais rapidamente, você também desenvolver um ponto de referência em apenas algumas semanas. Você sabe qual taxa de conversão pode ser esperada e se terá um bom ou mau CTR.

Experimentar todas as plataformas de uma só vez rapidamente lança uma grande variedade de CTRs e taxas de conversão, para não mencionar os custos por clique, e avaliar quais métricas são boas ou ruins e quanto eles podem melhorar em que prazo nem sempre é direto. 


Testar uma plataforma após a outra, por outro lado, rapidamente lhe dará números que você pode comparar outros campanhas. Se você começar com o Google AdWords e tiver um orçamento limitado, você pode testar o Bing e ver se faz mais sentido trabalhar com ambos ou se faz mais sentido gastar tudo no Google AdWords ou até mesmo tentar outra plataforma.

# 4 - Não iniciar o remarketing entre canais o mais rápido possível


O remarketing, também conhecido como redirecionamento, significa segmentar pessoas que não converteram. É também conhecida por elevadas taxas de conversão a baixos custos por conversão. O que é genial sobre o remarketing entre canais é que você pode aumentar drasticamente as taxas de conversão e introduzir uma plataforma adicional dentro do primeiro ou segundo mês, dependendo da quantidade de tráfego que você está recebendo.

O processo de remarketing tradicional:

1 - As pessoas clicam em um anúncio, digamos no Google,

2 - Eles não convertem,

3 - Você exibe anúncios novamente no Google,

4 - Alguns deles se convertem a um ótimo preço,

5 - Repetir continuamente.

O processo de remarketing entre canais:

1 - As pessoas clicam em um anúncio, digamos no Google,

2 - Eles não convertem,

3 - Você volta a mostrar anúncios novamente no Google e Facebook e Twitter,

4 - Alguns deles se convertem a um ótimo preço

5 - As pessoas acham que a marca é enorme porque eles vêem o negócio em toda parte

6 - Repetir continuamente.

Em resumo, o remarketing entre canais segmenta pessoas que não conversaram com uma plataforma diferente. Assim, em vez de executar uma campanha com o Google AdWords e usar uma campanha de remarketing para segmentar as pessoas novamente por meio do Google, você segmentaria essas pessoas por meio de uma campanha de remarketing entre canais no Facebook. 


Isso é Mágico e Maravilhoso, Essa é a sacada, a bala de prata para muitas pequenas empresas, você pode aproveitar as vantagens de plataformas baseadas em palavras-chave como Google ou Bing - que são sobre demanda e muitas vezes têm muito tráfego para oferecer e combiná-las com o comportamento e as plataformas baseadas em interesse, como Facebook. 

Portanto, as pessoas que chegaram ao seu site via Google e claramente procuraram o que você está oferecendo, agora verão seu anúncio no Facebook, cercado por fotos de seus amigos e familiares.

Acima é um exemplo do que você pode fazer para começar a usar o remarketing entre canais. Se já está anunciando no Google, pode voltar a segmentar potenciais clientes que vieram através do AdWords e não adquiriu com uma campanha de remarcação entre canais no Facebook.

Os clientes potenciais não sabem por que estão vendo seu anúncio em toda parte de repente e pensam que você é uma companhia enorme com um orçamento interminável. Além disso, eles vêem seu anúncio em uma configuração diferente que associam a conexões pessoais, amigos, familiares e outras pessoas ou marcas confiáveis.

Você vai amar isso!



# 5 - Teste de Funil de Vendas


Antes de entrar em funil, teste as melhores práticas, eu gostaria de compartilhar este tópico como o meu preferido, o que teria que ter e fazer. Quando eu comecei um dos meus primeiros negócios, notei rapidamente que o que poderia realmente acelerar nossa curva de aprendizado empresarial era um mentor. 


Uma pessoa que tinha estado lá, feito isso, e tinha, acima de tudo, desenvolvido uma abordagem sistemática para tornar as empresas bem sucedidas uma e quantas vezes fosse necessário usando um método.

O que eu sempre quis não era uma empresa que fosse ser o próximo Facebook, mas sim ter uma dúzia de negócios altamente lucrativos que me permitisse viver um estilo de vida nômade digital e tornar possível todos os meus sonhos materialistas. 


Enquanto eu estava já fazendo ok para o meu primeiro ano, a grande descoberta veio quando assumi um novo cliente que colocou uma perspectiva bastante dura em nossas vidas. 

Com apenas vinte anos, e milhões no bolso, esse cara nunca terminou o ensino médio e o mais importante, ele não veio de uma empresa de Tecnologia, mas várias empresas e (para minha surpresa) completamente de indústrias
diferentes.


Qual era o seu segredo: teste, teste, teste.


Enquanto isso soa simples, o nível de detalhe das coisas são testadas nas campanhas deste cara é algo que eu nunca tinha visto em qualquer outro lugar e agora abordar cada campanha, bem como todos os negócios com este conceito de teste. 


Para ter uma ideia de quão importante é o teste, cada grupo de anúncios testa um mínimo de 25 anúncios por dia e, para cada produto ou serviço, são criadas simultaneamente 80 páginas de destino.

O que isto significa para um funil de testes para um pequeno negócio?

Os testes de marketing on-line podem significar testar páginas de destino, estruturas de campanha, tipos de correspondência de palavras-chave, públicos-alvo e muito mais. Enquanto a maioria das pessoas testam todas essas coisas, eventualmente, uma das coisas que fazem a maior diferença para a taxa de conversão é dividir testando o funil de vendas que é muitas vezes esquecido ou apressado.

Naturalmente, o funil de vendas deve ser o mais curto possível e cada um dos passos devem ser testados um após o outro. Na maioria das vezes, o passo no funil que faz o maior impacto sobre a taxa de conversão é antes ou logo depois de inserir as informações de pagamento, portanto, se você não sabe por onde começar, experimente estes dois.

Em vez de deixar uma campanha ser executada e, em seguida, comece a testar, configure a campanha já com o primeiro teste dividido e uma estrutura de campanha escalável. Assim, uma vez que você encontre o que funciona, você pode aumentar o orçamento e obter mais do mesmo tráfego rapidamente.

Em conclusão


Erros de marketing digital podem ser caros. Embora existam diferentes maneiras de manter os custos baixos e criar campanhas rentáveis, descobri que os pontos listados acima tem significativamente o impacto do sucesso nas campanhas e de crescimento rápido para pequenas empresas, mais do que qualquer outros aspectos.


segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

5 Regras de Marketing que Ajudarão Você Encontrar o Nicho Perfeito e Prosperar

17:13:00
escolha do nicho perfeito

5 Regras de Marketing que Ajudarão Você Encontrar o Nicho Perfeito e Prosperar
Ser o primeiro é mais importante do que ser melhor. Basta perguntar a Coca-Cola. Melhor ainda, pergunte a Pepsi.

A internet está cheia de e-books sobre como criar uma página de destino ideal, criar um funil de marketing de entrada, mapear um e-mail ou alimentar campanhas, etc.

Mas eu nunca ouvi clientes perguntando sobre os conceitos e ações básicas de marketing. É quase como se, nesta era de especialização Internet, o marketing tornou-se uma série de sistemas, esquemas, formulas prontas, em vez de um único quadro conceptual.

Então, aqui está a pergunta de cem bilhões de dólares: Será que o marketing tem "regras" especificas que são verdadeiras ou muda se a sua audiência é on-line ou off-line?

Ao longo das próximas décadas, marketing irá evoluir, o big data já está mudando tudo. A Internet trará ainda mais variáveis para a sua analise. E a realidade virtual irão ajudar a mudar cada vez mais.

Mas, não importa o que aconteça, é provável que os seguintes cinco regras de marketing não irão mudar porque eles estão firmemente fundamentada na psicologia do consumidor. E eles têm implicações para a estratégia de negócios, desenvolvimento de produtos e, especialmente, o crescimento:

1. Ser o primeiro é mais importante que ser melhor.

Sempre que uma empresa é a "primeira" em uma nova categoria, como a Coca-Cola estava para os refrigerantes, a impressão que faz dura por gerações.

Coca-Cola foi fundada em 1892. Nos seus atuais 125 anos desde então, inúmeras marcas rivais vêm e vão. Apenas a Pepsi (fundada em 1898, apenas seis anos após a Coca-Cola) continua a ser um concorrente real. No entanto, em 2015, a Coca-Cola possuía 42,7 % do mercado de refrigerantes, enquanto a Pepsi detinha apenas 31,1%.

Em outras palavras, essa diferença de seis anos em ser o "primeiro" em um mercado ainda equivale a uma vantagem de 11,6 por cento em 125 anos mais tarde. Isto é verdadeiro apesar do fato de que a Pepsi realmente ganha em testes de sabor .

As primeiras impressões duram muito mais tempo do que você pensa. 

ebook pdf gratis download Posicionamento a batalha por sua mente

2. Se você não pode ser o primeiro em uma categoria, crie uma nova.

Em quase tudo já há novas categorias que já foram inventadas, há uma empresa que está em primeiro lugar, e há inúmeros imitadores. Mas, como Coca-Cola e Pepsi, a décadas de competições finalmente normalizaram em uma corrida de apenas duas empresas.

Isso aconteceu com a categoria de computadores pessoais, com a Hewlett-Packard e Dell (28,1 % do mercado contra 23.9 %). E isso aconteceu na indústria automobilística, com a GM e a Ford (17,4 % contra 15,3 %). Se você é terceiro, quarto ou quinto em qualquer uma dessas categorias - boa sorte.

Mas é possível não ser o primeiro ou o segundo em uma categoria e ainda ganhar? Sim, se você criar uma nova categoria inteiramente. Você pode fazer isso, quer por especializada na categoria existente ou a abertura de um novo mercado geográfico.

Por exemplo, a Apple sabia que não seria capaz de penetrar significativamente a categoria notebook em todo o mundo dominado pela HP e Lenovo (20,7 % contra 20 %), porque ela entrou tarde demais. Assim, em 2012, eles criaram uma nova categoria de notebook especializada: "slim" ou ultra-finos. Hoje, a Apple é a primeira em todo o mundo na categoria ultra-finos, com 29,6 % do mercado .

3. As percepções são mais importantes do que os produtos.

É da natureza humana a acreditar que podemos melhorar em algo que já está no mercado, criando um produto melhor em uma categoria existente. É por isso que tantas novas startups  tem uma característica específica que os distingue dos formadores de opinião. Estes startups geralmente desaparecem.

As vezes os consumidores provavelmente não se importam se você faz um produto melhor. Eles não vão notar, e você não pode convencê-los. É por isso que a Pepsi bate Coca em testes de sabor, mas isso não importa. Francamente, se você não é primeiro, você é provavelmente o pior na mente do consumidor.

Mas, enquanto você entende a lei das percepções, você pode trabalhar em seu favor, mesmo se você não está em primeiro lugar.

Por exemplo, a Apple não foi o primeiro em computadores pessoais, players de música digital ou até mesmo smartphones touch-screen. No entanto, ele revolucionou cada uma dessas categorias, porque a percepção de valor é mais importante do que os fatos.



4. Quando você possui uma palavra, você possui um sentimento.

Lembre-se de todas aqueles programas de TV e jingles de rádio que você ouvia nos anos 80 e 90? O Itau e Bradesco tem mais jingles e slogans do que praticamente qualquer empresa do Brasil, acredito que você não se lembra mais de nenhum deles. Mas a Bombril mantiveram o mesmo slogan desde 1948 ("Tem 1001 utilidades").


Sim, exatamente o que você está pensando agora. Por que isso importa? Porque quando você possui uma palavra, uma frase ou um jingle, você possui efetivamente um imobiliário na mente do seu consumidor. Você possui um sentimento que não tem preço.


5. Competir em tudo muitas vezes significa ganhar em nada.

Após as quatro primeiras regras do marketing para ajudá-lo a se tornar bem sucedido. A quinta regra irá ajudá-lo a permanecer no topo.

O que acontece quando uma empresa atinge um determinado tamanho, os sócios e executivos da empresa chegam sempre à mesma conclusão: A única maneira de aumentar nossos lucros é estender a marca e criar uma nova linha de produtos.

Enquanto isto pode funcionar no curto prazo e disparar lucros, que quase sempre leva à diminuição da empresa. Isso aconteceu com a IBM quando decidiu estender sua linha para além dos computadores. Aconteceu com a GM quando decidiu fazer todos os seus carros terem a mesma aparência, montadoras estrangerias como a Toyota entraram de cabeça para matar.

O Sucesso de muitas empresas ainda se dá por causa de seu "primeiro" produto ou serviço, mas eles continuam a marcar tudo o que leva o mesmo nome.

A Microsoft tem um leque de marcas de software enorme, mas é apenas líder em um mercado da sua primeira oferta: sistemas operacionais. 

Sempre que você tem muitos produtos, serviços ou ideias sob a mesma marca, os consumidores apenas ficaram confusos e o nome da marca perde valor. 

As pessoas sempre vão associar o nome com o produto, percepção ou sensação de que a primeira tornou famosa. É por isso que é melhor ter para cada novo produto um nome diferente.

Podem estas leis de marketing serem quebradas?

Claro que pode! Como na ciência, as leis são verdades até que alguém encontre uma exceção. Mas elas ainda são importantes para grandes e pequenas empresas. Há mais de 100 anos, essas leis de marketing têm se mantido fiel.

Então, pergunte-se:

  1. Você já é o "primeiro" na sua categoria, ou você deve criar uma nova categoria?
  2. Você possui uma palavra, sentimento ou percepção na mente do seu consumidor?
  3. Você está ampliando sua marca ou focando em seu nicho?
Estas são perguntas que todos os empresários devem se fazer frequentemente. Saber as respostas irão poupar-lhes uma grande quantidade de energia, tempo e dinheiro.

ebook pdf Posicionamento A batalha por sua mente gratis donwloads




quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

10 Razões Para Sua Pequena Empresa Precisa Ter de Um Site ! ( #1 Razão Já seria Suficiente)

17:09:00
Como fazer um site de vendas


10 Razões Para Sua Pequena Empresa Precisa Ter de Um Site !

A menos que você é proprietário de uma pequena empresa que não está interessado em crescer, você precisa ter um site.

Atualmente a construção de um site de negócios ou comércio eletrônico(loja virtual) é mais fácil do que nunca: não custa muito dinheiro, você não tem que saber como codificar ou design, sua loja on-line não se restringe ao horário comercial, e é um dos Melhores meios de publicidade gratuita.

Ter um site de pequenas empresas não é apenas sobre a venda de seus bens e serviços - é também sobre a prestação de algo de valor para os potenciais clientes.

Com tantos serviços on-line com preços baixos, não há realmente nenhuma desculpa para continuar adiando.

Ainda não sabe se ter um site irá ajudar a crescer o seu negócio?


Aqui estão 10 razões por que sua empresa precisa de um site:
1. Seus clientes esperam.

Se essa fosse a única razão na lista, já seria suficiente. Seis em cada dez consumidores esperam que as marcas forneçam conteúdo on-line sobre seu negócio ou serviços de alguma forma digital e muito mais que a metade vão direto para o site da marca procurar informações sobre o produto ou serviços.

Se você não tem um site de negócios, os clientes digitais (e impacientes) de hoje iram procurar em outro lugar.

2. Provê prova social.
Noventa por cento dos consumidores afirmam que lêem avaliações e isso ajuda a influenciar nas suas decisões de compra .

Por exemplo um restaurante em Blumenau: Você até pode confiar no Aonde Comer & Beber ou TripAdvisor e outros sites de avaliação de restaurantes que hospedam opiniões da sua marca, mas você pode matar dois pássaros com uma única pedrada no seu próprio site.

Potenciais compradores já estão olhando para você on-line, incluir os depoimentos de clientes em seu site é uma ótima maneira de impressionar potenciais compradores.

3. Você controla a narrativa.
É verdade que você não pode controlar o que os outros dizem sobre você em canais de mídia social, mas você pode influenciar a percepção do público através da criação de sua própria história através de um site de negócios.

Um blog da empresa ajuda os empresários a obter sua mensagem, missão e personalidade na frente de seu público-alvo mais rápido do que anúncios impressos, listas telefônicas ou catálogos.

Além disso, ícones sociais ligando ao Facebook, Google plus, Twitter, Instagram e outras plataformas de rede tornam o compartilhamento de seu conteúdo mais fácil para os visitantes que gostam do que vêem.

4. Davi X Gigante Golias
Não importa se sua empresa é micro, pequena, média ou grande, o que importa é que ela opte por estar na internet. 

Na internet sua empresa é do mesmo tamanho da grande empresa. Pequeno Empresario: - Mas não tenho preço pra concorrer com os grandes...  - é o que mais escuto ! Sabe o que o Grande não consegue fazer? 

Personalizar ! Essa é uma das saídas, esse é um dos diferenciais que o Gigante não vai conseguir fazer. 
É personalizar o atendimento, flexibilidade de horário, formas alternativas de frete, combinar formas de pagamentos, chamar a pessoa pelo nome, ligar e ser atendido pelo dono, mudar alguns detalhes do produto ou serviços... etc.

5. Hoje os C
lientes estão usando celular para procurar serviços e produtos

Cada vez mais, seus clientes não estão sentados na frente de Computadores ou Notebooks. Em vez disso, eles estão em movimento e acessam seu site a partir de seus dispositivos móveis. Se você não dá aos clientes o que eles querem (fácil visibilidade e navegação), eles vão para outro lugar.

6. Todos os seus concorrentes tem sites da empresa.

Os consumidores normalmente iniciam sua jornada de compra com pesquisas e recomendações dos seus concorrentes e conexões de rede sociais.

Estudos mostram que uma vez um consumidor tem uma idéia do que eles precisam ou querem, eles começam a pesquisar, e 72 por cento deles vão online para encontrar material educativo, avaliações e depoimentos.

Então, se você não está se mantendo competitivo com a sua concorrência, você está dando aos compradores uma razão para comprar de outra marca.

7. Nunca mais coloque a plaquinha "fechado" novamente.

Ninguém quer trabalhar às 3 da manhã, mas algumas pessoas gostam de fazer compras então. Ter um site de negócios ou loja de comércio eletrônico significa que você pode vender produtos o tempo todo - e não apenas entre 8hs e 18hs.

Uma loja on-line pode significar um aumento dramático nas vendas, especialmente quando o fator clientes adicionais que não são cobertos e restritos por geografia. A sua presença on-line também apoia campanhas de marketing, atendimento ao cliente, construção de relacionamento com o cliente, o reconhecimento da marca, e quase todos os outros elementos do fluxo de receita.

Combinando o seu site com ferramentas de marketing, como e-mail marketing, ajuda você a atingir novos clientes e gerar novos negócios.

8. Você aparecerá nos resultados de pesquisa do Google.
Considere o seguinte: 81 por cento dos consumidores realizam pesquisas on-line antes de fazer uma compra. Isso significa que eles irão ao Google e digitarão uma ou mais palavras-chave, como "melhores sapatos de couro" ou, se eles sabem o que querem, " sapatos femininos 
artesanal de couro italiano em São João Batista."

Se você não tem um site para o seu negócio, as chances de aparecer na página de resultados do Search Engine (SERP) são zero. Mas se você tem um site, você pode otimizá-lo para os motores de busca, aumentando assim suas chances de aparecer no topo dos resultados do Google e ganhar mais visibilidade com potenciais clientes.

Palavras-chave de cauda longa, meta descrições e títulos são apenas algumas das coisas que você pode personalizar em seu site para melhorar seu search engine optimization (SEO).

9. Criar um centro de recursos para sua equipe.
Além de ajudar os clientes, seu site de negócios também pode beneficiar seus próprios funcionários.

Criar uma página oculta(um que não é visível em qualquer lugar no site para que ele não pode ser encontrado a menos que alguém tenha o link) com vídeos de auto-atendimento, materiais de instrução, ou mesmo formas internas para ajudar sua equipe a aprender tudo o que precisam Para saber em seus próprios produtos, serviços e horários.

10. Apresente seus produtos e serviços.
Não só você pode exibir seus produtos ou descrever seus serviços em detalhes com belas imagens, mas você pode fornecer curtos tutoriais em vídeo ou instruções para download de PDF para dar aos clientes, para eles não terem nenhuma razão para ir para outro lugar para comprar.

Precisa de ajuda para configurar um site para a sua empresa?
Se você não tiver criado um site para seu negócio, você pode entrar em contato com a nossa equipe oferecemos o melhor serviço em desenvolvimento de sites, sabemos o que realmente você precisa e como ajudar o seu site virar uma ferramenta de apoio nas vendas.  

Quer terceirizar sua administração da sua loja virtual? A Limmao Consultoria tem pacotes para todos os tamanhos de empresas e nossa especialidade é pequenas e médias empresas. 

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

PLANO DE MARKETING, 6 ORIENTAÇÕES QUE DÃO CERTO PARA VOCÊ NÃO PRECISAR CONTAR COM A SORTE NO PRÓXIMO ANO.

14:58:00
PLANO MARKETING


PLANO DE MARKETING, 6 ORIENTAÇÕES QUE DÃO CERTO PARA VOCÊ NÃO PRECISAR CONTAR COM A SORTE NO PRÓXIMO ANO.



Se você está como eu, assustado porque já passou o ano e já é dezembro. As férias já estão em pleno andamento e é hora de começar a fazer alguns planos concretos para a sua empresa na área de marketing no ano que vem. 

Pode até parecer final de jogo, mas definitivamente não é tarde demais para criar um sólido plano de marketing para o novo ano. Aqui estão algumas orientações para ajudá-lo a verificar todas as pontas em seu plano de marketing e ter uma feliz entrada no próximo ano, sem precisar contar com a sorte e ter que comer uvas, lentilhas ou pular ondinhas no litoral.

1. Avalie os Sucessos e Fracassos do Ano Passado

O melhor lugar para começar a planejar o futuro é olhar para o passado. O que aconteceu (ou não aconteceu) no último ano é um grande indicador de que você deve tentar realizar no ano que vem. 
  • Você tem seus sólidos objetivos ? 
  • Sua equipe de vendas atinge as metas de vendas? 
  • Será que a sua empresa faz metas de receita?
Estas e outras questões darão os detalhes sobre o que o seu plano de marketing deve implicar, e também ele vai te dar uma boa idéia sobre o que é atingível, e onde os seus esforços para o próximo ano deve ser focado. 

Tire algum tempo para ter conversas com a sua equipe, especialmente a de vendas, sobre o ano que passou. 
A saúde geral da empresa deve ser o objetivo número um do marketing, e a única maneira de planejar isso é tomar o tempo para obter um controle sobre a atual saúde da sua empresa.

2. Defina Claramente Seus Objetivos Para o Próximo Ano

O planejamento para próximo ano exige uma abordagem topo e fundo, Se a sua equipe já criou um plano de ação para o próximo ano, é um ótimo lugar para começar. Afinal, você quer sempre as metas da sua equipe de marketing alinhada diretamente com os objetivos da organização.

Se a sua empresa está entrando em uma iniciativa de alto crescimento ou quer cortar na rotatividade de clientes, estas coisas devem influenciar o que você está pensando como uma equipe de marketing também.

Eu sugiro que você faça cinco objetivos de marketing. Metas ou tarefas adicionais podem ser feitas após e abaixo de seus grandes objetivos. Estes objetivos-chaves se alinham com as iniciativas da sua empresa - darão orientação para o resto das coisas que você gostaria de realizar ao longo do ano. Por exemplo:

Objetivos: Desenvolver relacionamentos mais profundos com nossos clientes para reduzir a rotatividade de clientes e aumentar o valor da vida do cliente.

  • Sub meta 1: Desenvolver cinco peças de conteúdo sólido para os nossos clientes
  • Sub Meta 2: Criar uma campanha de integração usando e-mail e boletins de produtos
  • Sub meta 3: Criar uma campanha social em torno de clientes atuais e os usuários de primeira linha
  • Sub meta 4: Colocar um influenciador de opiniões nas multidões de clientes

3. Melhore o seu Marketing de Conteúdo

Conteúdo é o coração do marketing. Criação de conteúdo inteligente, educado ajuda a construir uma relação sólida com seus clientes potenciais, e pode ajudar a transformar suas perspectivas em clientes felizes - e é algo que deve ser a chave para seu plano de marketing

Mas antes produzindo um monte de conteúdo, dê uma olhada no que você já tem. Ao fazer uma auditoria completa do seu inventário de conteúdo atual, você será capaz de identificar falhas e entender o que você deve apontar para criar o novo ano.

Seu conteúdo deve não só atrair novos compradores, mas também cultivar relacionamentos atuais que já criou. A fim de resolver os seus clientes em todas as etapas da viagem do comprador, é importante identificar o seu público para cada parte do conteúdo

Avaliando essas coisas vão deixar claro o que deve estar no topo da lista para a criação de conteúdo no próximo ano. 

4. Ter um Profundo Entendimento de Seu Público-Alvo

Antes de canalizar toda sua força para o próximo ano, tire um tempo para avaliar onde sua empresa fica no cenário competitivo. Você é o novo garoto sobre o bloco, ou você é o líder da indústria? Isso deve influenciar seus planos para o ano fortemente. 

Compreender a sua posição no mercado pode ajudar a identificar a sua oportunidade. Comece sabendo quem são seus concorrentes, o que eles estão dizendo, e que o fazem de diferente.

Conheça os seus diferenciais que é crucial quando você está criando seu plano de marketing. Se você sabe que você é a melhor solução para empresas de médio porte, ou que você está em competição com concorrentes, você vai ser capaz de se concentrar mais tempo e energia em torno de se tornar um líder em seu setor. 

Se você tiver a chance, conversar com alguns de seus clientes sobre a sua experiência com a sua empresa com o seus produtos. Obtenha um feedback honesto e poderá ajudá-lo a adaptar a sua estratégia de marketing para atingir o público certo com a mensagem certa.

Além disso, se você ainda não tiver identificado o seu "perfil de cliente ideal" Eu sugiro que você faça. Sabendo detalhes sobre o que faz o seu cliente para a sua empresa é um ótimo lugar para começar quando descobrir quais esforços de marketing devem ser dirigidas. 

Perfis de clientes ideais geralmente incluem informações pessoais, demográfica  e o tamanho da empresa, a indústria, e os compradores em comuns. Conhecer seus clientes permite-lhe comunicar melhor com eles, em última análise, vai aumentar as taxas de retenção e melhorar oportunidade de vendas.

5. Faça um Calendário com Marcos Importantes

Criar um calendário estrito para o próximo ano pode ser um complicado, por isso é melhor programar o que você pode fazer, e estar pronto para rolar os alfinetes para novas datas. Comece com as coisas importantes, como o lançamento de novos produtos, próximos anúncios, ou eventos que você sabe que vai estar presente este ano. 

Identifique todos os ativos que você precisa, tais como e-mails, releases, ou conteúdo de suporte. Você pode fazer um plano de Retorno para facilitar prazos gerenciáveis. 


6. Descubra o que Vai Custar-lhe Para Ser Bem Sucedido 

Orçamentos($) para o marketing são esperados para manter a coerência ou o aumento em relação ao ano anterior. Este é um bom lugar para começar ao determinar quais recursos você precisa para ser bem sucedido no próximo ano. 

Se você queimou o seu orçamento no ano passado, talvez considere pedir dotação orçamental adicional - mas não fazer isso sem um plano claro para trazer em ROI adicional.

Verifique se o seu pedido for validado com números reais, e forte evidência de que mais marketing dinheiro vai equivaler a um negócio mais bem sucedido. 

Por outro lado, se você gastar menos do que o seu orçamento, encontre uma maneira para maximizar esse dinheiro extra em outras áreas. Lembre-se que é tudo um jogo de números. A relação que realmente importa é gastos com marketing: é o retorno.

Para manter saber se cada fatia do seu orçamento de marketing precisa ser aumentada ou diminuída, gaste o tempo para passar por cada uma de suas atividades de marketing e determinar se "Isso nos ajudar a alcançar nossos objetivos de marketing claramente definidos?" 

Se a resposta for sim, considere manter a mesma quantidade de orçamento ou aumentar. Se a resposta foi não, diminua o orçamento ou avalie o que você poderia ter feito de diferente para torná-lo mais bem sucedido. Com isso dito, as equipes de marketing deve sempre estar evoluindo. 

Considere investir em um ou dois novos programas este ano, que você não fez no ano passado. Estes poderiam ser a realização de eventos ao vivo ou a criação de um webinar. Tentando uma nova forma de marketing para seus prospects e clientes podendo levar a novos fluxos de receita. 

É hora decisiva para a criação de seu plano de marketing para o próximo ano. Em geral, sugerimos que você elabore seu plano e orçamento, para que o próximo ano lá por novembro ou início de dezembro você possa se concentrar em terminar este ano forte, e se sentir confiante sobre o próximo ano com um plano que lhe dará um norte. 

Se você tiver dificuldades em elaborar o seu plano, nossa equipe terá o maior prazer em atender a sua empresa, não importa o tamanho da sua empresa temos orçamentos para todos os bolsos. >>> Ligamos para você

FOLLOW @ INSTAGRAM

ATENDIMENTO ON-LINE

ATENDIMENTO ON-LINE
Atendimento On-line

ÚLTIMOS POST

recentposts

POST MAIS VISITADOS

randomposts