O QUE É MIX MARKETING ? E OS FATORES IGNORADOS DOS 4Ps QUE PODEM AFETAR SUA EMPRESA

O QUE É MIX MARKETING ? E OS FATORES IGNORADOS DOS 4Ps QUE PODEM AFETAR SUA EMPRESA

Eu amo esta pergunta! Marketing é meu assunto favorito: D

Para começar, lembre-se sempre que o Mix Marketing é uma mistura de 4 Ps.

P - PRODUTOS
P - PREÇO
P - LUGAR 
P - PROMOÇÃO


A definição mix de marketing é simples. Trata-se de colocar o produto certo ou uma combinação destes no local, no momento certo e pelo preço certo.

O mix de marketing é predominantemente associado com o 4P 's de marketing, os 7P do de marketing de serviços, e os 4 Cs teorias desenvolvidas na década de 1990.

# 1 - Mix Marketing Produto


Um produto é um produto que é construído ou produzido para satisfazer as necessidades de um determinado grupo de pessoas. O produto pode ser tangível ou intangível, pois pode ser na forma de bens ou serviços.

Um produto tem um determinado ciclo de vida, que inclui a fase de crescimento, a fase de maturação, e a fase de declínio de vendas. É importante para os comerciantes de reinventar seus produtos para estimular mais demanda uma vez que atinge a fase de declínio de vendas.

Para desenvolver o produto certo, existem fatores que não podem ser ignorados e você tem que responder as seguintes perguntas:

  - O que o cliente quer do serviço ou produto?
  - Como é que o cliente vai usá-lo?
  - Onde o cliente vai usá-lo?
  - Que características deve o produto ter que vai atender as necessidades do cliente?
  - Existem quaisquer características necessárias que você quer?
  - Você está criando recursos que não são necessários para o cliente?
  - Qual é o nome do produto?
  - Será que ela tem um nome atraente?
  - Quais são os tamanhos ou cores disponíveis?
  - Como o produto é diferente dos produtos de seus concorrentes?
  - O que é que o produto se parece?

# 2 - Mix Marketing Preço


O preço do produto é basicamente o valor que um cliente paga para se divertir. O preço é um componente muito importante da definição do marketing mix.

Ele também é um componente muito importante de um plano de marketing, uma vez que determina o lucro e sobrevivência da sua empresa. Ajustar o preço do produto tem um grande impacto em toda a estratégia de marketing, bem como afetar muito as vendas e demanda do produto.

Preço sempre ajudar a moldar a percepção do seu produto aos olhos dos consumidores. Lembre-se sempre que um preço baixo normalmente significa um bem inferior aos olhos dos consumidores e eles iram comparar o seu produto/serviço com um concorrente.

Consequentemente, os preços muito alto fará com que os custos parecerão superiores aos benefícios em olhos dos clientes, e eles vão, portanto, valorizar o seu dinheiro em relação ao seu produto. Certifique-se de examinar o preços dos concorrentes.

Ao definir o preço do produto, os comerciantes devem considerar o valor percebido que o produto oferece. Existem três principais estratégias de preços, e estes são:

  - Preços penetração no mercado
  - Preços desnatação do mercado
  - Preços neutro

Aqui estão algumas das questões importantes que você deve perguntar a si mesmo quando você está definindo o preço do produto:

  - Quanto custou a você para produzir o produto?
  - Qual é o valor do produto percepção dos clientes?
  - Você acha que o preço promocional por um certo tempo poderia aumentar significativamente a sua quota de mercado?
  - Pode o preço atual do produto manter-se frente ao preço de concorrência do produto?

# 3 - Mix Marketing Lugar


Lugar ou distribuição é uma parte muito importante da definição do mix de produtos. Você tem que posicionar e distribuir o produto em um local que seja acessível para os potenciais compradores.

Isto vem com um profundo conhecimento do seu mercado-alvo. Entendê-los dentro para fora e você vai descobrir as mais eficientes canais de posicionamento e distribuição que falam diretamente com seu mercado.

Há muitas estratégias de distribuição, incluindo:

  - A distribuição intensiva
  - A distribuição exclusiva
  - A distribuição seletiva
  - Franquia

Aqui estão algumas das perguntas que você deve responder no desenvolvimento de sua estratégia de distribuição:

  - Onde seus clientes procuram seu produto ou serviço?
  - Que tipo de lojas os potenciais clientes costumam ir? 
  - Será que eles fazem compras em um shopping, em uma loja do bairro, no supermercado, ou on-line?
  - Como você acessará os diferentes canais de distribuição?
  - Como é a sua estratégia de distribuição diferente de seus   concorrentes?
  - Você precisa de uma forte força de vendas?
  - Você precisa participar de feiras?
  - Você precisa vender em uma loja on-line?

# 4 - Mix Marketing Promoção


A promoção é uma componente muito importante do marketing, uma vez que pode aumentar o reconhecimento da marca e vendas. Promoção é composto por vários elementos como:

  - Organização de Vendas
  - Relações públicas
  - Propaganda
  - Promoção de vendas

A publicidade cobre tipicamente os métodos de comunicação que são pagos como anúncios de televisão, comerciais de rádio, mídia impressa e anúncios na Internet. Atualmente há uma mudança de foco off-line para o mundo on-line por serem mais rápidos a entrega, personalizado e podem ser medidos e mensurados os resultados.

As relações públicas, por outro lado, são as comunicações que normalmente "não são pagos". Isso inclui comunicados de imprensa, exposições, acordos de patrocínio, seminários, conferências e eventos.

Palavra de boca é também um tipo de promoção do produto. Palavra de boca é uma comunicação informal sobre os benefícios do produto por clientes satisfeitos e pessoas comuns. A equipe de vendas desempenha um papel muito importante nas relações públicas e de boca em boca.

É importante não tomar isto literalmente. A palavra da boca também pode circular na internet. Aproveitada de forma eficaz e tem o potencial para ser um dos ativos mais valiosos que você tem em aumentar seus lucros online. Um extremamente bom exemplo disso é a mídia social on-line e gerenciamento de presença na mídia social on-line de uma empresa.

Na criação de uma estratégia eficaz de promoção do produto, você precisa responder as seguintes perguntas:

 - Como você pode enviar mensagens de marketing aos seus potenciais compradores?
 - Quando é o melhor momento para promover o seu produto?
 - Como você vai chegar ao seu público-alvo e potenciais compradores através de anúncios de televisão?
 - É melhor usar as mídias sociais para promover o produto?
 - Qual é a estratégia de promoção de seus concorrentes?

Sua Empresa Precisa Vender Mais ? Temos estratégias com cases reais de sucesso, agende uma visita sem compromisso.

A VERDADE CHOCANTE SOBRE MARKETING DE EMBOSCADA

Tudo Sobre Marketing de Emboscada

Todos os grandes eventos desportivos de Jogos Olímpicos, Copa do Mundo de Futebol e os principais campeonatos de tênis são fortemente patrocinado por várias empresas gigantes que ficam visível nas campanhas de mídia de massa. Estes patrocinadores desembolsam enormes quantidades de dinheiro que muitos dos pequenos concorrentes nem sonham com isso.

Se uma empresa não tem os grandes orçamentos para patrocinar um grande evento esportivo, pode experimentar o Marketing de Emboscada. Significa que ela vai tentar surfar na onda criada pelo evento e investir uma fração do montante do patrocinador real que colocou no evento.

Esta estratégia de ganhar publicidade sem investir tanto como patrocinadores oficiais já foi testemunhado em Jogos Olímpicos e todos os grandes eventos. O termo "Marketing de Emboscada" foi cunhado por Jerry Welsh e é muitas vezes considerado uma forma ilegal ou antiético do marketing embora muitos corporativos ainda entram nele.

Marketing de Emboscada ou "Marketing Oportunista", juntamente com a experiência e o marketing local serão as tendências de eventos não só esportivos durante muito tempo ainda.

Muitas empresas optam para o marketing oportunista que permite que as marcas vá até os limites do que é possível através da criatividade associando-se com um grande evento ou experiência sem fazer menção direta do mesmo.

Marketing de emboscada, por vezes, às vezes assume a forma grosseira de usar logotipos ou designs associados ao evento ou até criar nas pessoas uma forma de confundir ou enganá-las pela associação com um evento, mas sem pagar qualquer dinheiro no patrocínio. 


Cases Reais de Marketing de Emboscada

Cervejaria holandesa Bavaria na Copa do Mundo de Futebol na Africa.


Todos os escritos sobre marketing de emboscada se referem inevitavelmente a infame campanha Bavaria na Copa do Mundo, realizada em Joanesburgo. A cervejaria holandesa Bavaria contratou 36 mulheres "beldades loiras" vestidas em vestidos de laranja no local futebol como uma campanha promocional embora não tivesse pago um centavo por isso. As bonitonas associadas à campanha foram presas pela polícia sul-Africano.

A campanha Bavaria ocorreu quando os patrocinadores oficiais da cerveja eram a Budweiser que pagaram aos organizadores para obter o título de Cerveja Oficial. A Bavaria tem história anteriores de atividade ilegais na Copa do Mundo de 2006 na Alemanha, a Fifa já teve que remover dezenas de homens holandeses vestidos de traje tipico alemão "roupa típica de calça de couro" mas todos na cor laranja e com o nome Bavaria. Estranhamente, a polícia sul-Africano tinha tomado medidas contra as pessoas envolvidas, mas não contra a própria empresa, de acordo com alguns observadores.


5 Exemplos de Marketing de Emboscada


 1 - Nike Marketing Emboscada em 1996, nos Jogos Olímpicos, Reebok foram os patrocinadores oficiais, mas Nike faz uma campanha com sapatos de ouro no Michael Johnson que brilhavam mais do que campanhas da Reebok.

 2 - Samsung lançou o seu Galaxy S II em 2011, sua campanha de emboscada contra a líder de mercado da Apple, no lançamento do iPhone 4S em Sydney. A Samsung criou uma loja pop-up a alguns metros de distância e atraiu grandes multidões, oferecendo todo dia 10 aparelhos Galaxy S II por US$ 2 em vez do valor normal, Reuniu Multidões.

3 - Uma vez a Stella Artois, fabricante de cerveja, fez uma campanha de 15 anúncios ao longo da estação de Long Island Rail Road perto de Billie Jean King National Tennis Center, sendo que os patrocinadores oficiais de cerveja foram a Heineken. Criou-se a impressão de que Stella Artois estava patrocinando o evento.

4 - Depois, há a famosa luta BMW e a Audi nas ruas de Santa Monica na Califórnia. A Campanha A4 da Audi correu como vários outdoors nas ruas provocando a BMW com a sua campanha, a BMW para o qual BMW mostrou uma foto de seu M3 com as palavras Checkmate, ae foram uma sequencia de outros outdoors uma respondendo em cima do outdoors anterior.

5 - Em Jogos Olímpicos de 1984, Fuji foram os patrocinadores oficiais do evento. Mas rival Kodak fez chover campanhas publicitárias televisiva agressiva que criou a percepção de que eles eram os patrocinadores oficiais.


Estratégias de Marketing de Emboscada


Em termos gerais, existem dois tipos de emboscada em marketing. Um deles é emboscada direta, enquanto o outro é indireta. O primeiro é ilegal e pode convidar pena e prisão em alguns países. Mas emboscada indireta é uma forma sutil de marca em um evento sem referência a ele.


Marketing de Emboscada Direta


Algumas das táticas emboscada diretas são:

Emboscando predatória, emboscadas com famosos, emboscadas propriedade e auto emboscada.

Na emboscada predatórios ou emboscada por associação, uma empresa ataca intencionalmente seu rival que tenha pago para um patrocínio de um evento por habilmente posicionando pessoas ou campanhas publicitárias nas instalações ou nas estradas para confundir o público quanto a quem o patrocinador oficial é. 

Ex.: O mais citado é a campanha American Express (Amex) contra a Visa, em 1992, Jogos de Verão.

Exemplos de marketing de emboscada em emboscada Famosos - é uma estratégia de emboscada de marketing adotada pela empresa para invadir um evento, patrocinando um subconjunto de um esporte que já tem um patrocinador principal.  Marketing Emboscada é uma empresa esportes patrocinando um jogador de estrela de futebol de uma equipe, enquanto todo o evento é patrocinado por seu rival. 

Ex.: Lembram do Neymar em vários jogos tanto em Barcelona e no Brasil aquele que no Intervalo do Jogo Brasil x Camarões ele saindo do vestuário arrumando calção e mostrando a Cueca da Lupo.

Emboscada de violação de propriedade é outra forma de emboscadas direta em que os logótipos, desenhos e literatura do evento são usados ​​sem autorização das empresas para promovem e que é altamente ilegal. Também poderiam ser na forma de referências para jogadores, equipes, eventos, palavras ou símbolos associados ao evento.


Marketing de Emboscada Indiretas


Vários tipos de emboscada indireta estão sendo adotadas pelas empresas, são eles:

Emboscada oportunista, Emboscada associativa, Emboscada distração, Emboscando Valores, Emboscada Rebelde, Emboscadas de propriedade Paralela, Emboscadas não intencional e emboscadas saturação.

Em oportunista e associativo emboscar uma empresa tenta associar-se com um grande evento, mas não como um patrocinador maior parte do tempo fazendo nenhuma menção a ele em tudo. Em Jogos Olímpicos de 2008 em Pequim, Nike frequentemente utilizado o número 8, um símbolo de anúncio sorte fortuna na China e não era um patrocinador oficial.

Durante Super Bowl 2013, houve um atraso 34 minutos devido à falta de energia. A equipe de biscoitos Oreo comercialização foram espertos o suficiente para rodar uma imagem no Twitter que dizia: "você ainda pode enterrar(comer, mandar pra dentro) no escuro ", sem mencionar diretamente Super Bowl. 

Aqui, novamente Oreo não era um patrocinador oficial, mas provocou uma boa resposta a partir desta campanha espirituoso.

Na estratégia de emboscada distração, a empresa estabelece um quiosque ou uma unidade de publicidade muito perto de seu rival. O melhor exemplo é a campanha Samsung Galaxy de 2011, quando assumiu lançamento do iPhone 4 S rival da Apple.

Às vezes, reportagens e o comentador de televisão podem vestir uma marca de camisa com um bordado pequeno estratégia muito utilizada pela empresa Blumenauense a Dudalina que envia milhares de camisas aos apresentadores, atores de novelas atrelando a sua marca a autoridade do ator ou apresentador assim indiretamente emboscam seus rivais. 

Na estratégia de saturação, as empresas enviam até suas publicidade e promoção muitos orçamentos imediatamente antes e durante o evento desportivo para ganhar tempo e distancia em sem pagar nada aos organizadores.


Alguns Recursos Campanhas de Marketing de Emboscada


Campanhas de Marketing de Emboscada estão deixando sem dormir os organizadores dos eventos desportivos e até mesmo outros comerciantes. No entanto, eles continuam a ser usados ​​em formas sutis pelas empresas ao redor do mundo, apesar do fato de que os organizadores estão trabalhando duro com as agências e aplicando a lei para coibir tal atividade.

Segmentação de Jovens: Muitas campanhas de emboscada são dirigidos a grupos etários jovens tipicamente na faixa etária 18-34. Eles são caracterizados pela sua crescente utilização de tecnologia, senso de conectividade, presença na mídia social e aumento da exposição ao meio eletrônico.

Criativa e inteligente: As empresas e agências de publicidade que se desenvolvem as campanhas de emboscada são muito criativos, usam o humor e são capazes de atrair a atenção do público com algum posicionamento inteligente das campanhas seja em cartazes, banners no site ou em estradas ou através de campanhas de mídia de massa.

É Legal ou Ilegal: o marketing de emboscada é ilegal na maioria dos países, mas as empresas estão superando esses regulamentos por meio de emboscadas sutil e indireta.

Surpresa e Resultado Inesperado:  A característica mais marcante é o elemento surpresa, humor e atualidade em uma campanha emboscada. Eles tendem a ser criativo e inteligente estrategiando para não violar qualquer lei.

Quem pode se beneficiar?

Apesar de pequenas e médias empresas têm mais probabilidade de experimentar o marketing de emboscada, até mesmo grandes empresas entram neste exercício com o tempo, como ilustrado por exemplos mostrados anteriormente. Campanhas de emboscada foram mais associados com a Copa do Mundo da FIFA. 

A Copa do Mundo ou outros eventos desportivos são apenas um dos caminhos para o marketing de emboscada. O mundo ainda está lá fora para tentar tais estratégias. A empresa que emprega a técnica de emboscada não tem a pretensão de ser um patrocinador quando não é, não há nada antiético ou ilegal sobre Marketing de Emboscada em uma campanha utilizando de ideias criativas.


Conclusão


Com o aumento do Marketing de Emboscada, organizadores de eventos desportivos estão a salvaguarda dos logotipos, direitos autorais e desenhos e instando as autoridades governamentais locais para aprovar leis para coibir tais práticas. Qualquer empresa que usa a estratégia de marketing de emboscada precisa usar a imaginação e identificar oportunidades para promover como a LUPO com o Neymar e a DUDALINA com atores e apresentadores de telejornais. 

Em muitos países, uma definição de marketing de emboscada é uma forma de marketing estratégico, que é projetado para capitalizar em cima da consciência, atenção, boa vontade e outros benefícios, gerados por ter uma associação com um evento ou propriedade, sem um funcionário ou conexão direta a esse evento ou propriedade.

Comitê Olímpico Internacional vê o marketing de emboscada, como qualquer tentativa por parte de um indivíduo ou uma entidade a criar uma associação não autorizada ou falsa (ou não comercial) com os Jogos Olímpicos, o Movimento Olímpico, o COI, o Comitê Olímpico Nacional do país anfitrião ou o comitê organizador dos jogos Olímpicos, interferindo assim com os direitos contratuais legítimos de parceiros de marketing oficiais dos jogos Olímpicos.

Como a regulamentação se torna mais rigorosa, há um sentimento de que as práticas anteriormente aceitáveis, comerciais agora podem ser confrontado com acusações criminais, porque um poderoso organizador de um evento desportivo não aprová-lo. No estudo de caso Sul-Africano de campanha cerveja Bavaria, um grupo de loiras de usando vestidos amarelos foram presas, apesar do fato de que as mulheres não estavam usando logotipos distintos ou que afirmam ser patrocinadores oficiais.

Muitos casos, o marketing de emboscada relatado, as empresas não estavam tentando cometer o crime de passing-off, em vez disso, eles querem ganhar boa exposição para os seus próprios produtos e serviços, sem pagar o dinheiro que os patrocinadores pagam.

As leis de marketing anti-emboscada só serve para servir os interesses dos monopólios ou cartéis. O litígio potencial contra emboscada deve estabelecer uma distinção quando uma confusão existente na mente do consumidor a respeito de quem é o patrocinador real.

[O PODER DA ANTECIPAÇÃO] NA CRISE, VOCÊ SABE REALMENTE O QUE SEU CLIENTE QUER?

SÓ OS MELHORES COMERCIANTES SABEM MAIS SOBRE SEUS CLIENTES

Achamos que sabemos quem são os nossos clientes. Nós pensamos que nós entendemos o que motiva e faz realmente ele feliz. Pensamos que, graças a tudo isso o "big data" temos ele ao nosso alcance e podemos perfeitamente ligar os pontos entre o comportamento e ação.


Mas aqui está a verdade brutal e honesta: Nós não sabemos realmente quem são nossos clientes, todos ou quase todos tão bem como deveríamos saber.


Como comerciantes, é fácil confundir dados com o conhecimento. Esquecemos que um único ponto de dados sobre uma transação ou um perfil social não saber toda a história sobre um cliente.

Temos que cavar mais fundo e fazer um trabalho melhor de insights e recolher todos os dados. O acesso aos dados simplesmente nos dá a vantagem de ter muitos pontos de referência para entender melhor o que os nossos clientes são e o que eles realmente se preocupam. Não podemos esquecer que existem reais, seres humanos individuais por trás dessa grande quantidade de dados.

Aqui está o problema: Com base em pesquisas, apenas um por cento - sim, apenas um por cento das empresas que usam regularmente dados sociais de clientes em lojas para o seu pleno potencial.

Parece Incompreensível, certo?

Então, eu suponho que precisamos nos perguntar: "Qual é o propósito de ter todos esses dados se eu não estou perguntando e respondendo as certas perguntas?"

Compreender clientes em um nível mais profundo
é a hora para fechar está lacuna. Temos de compreender os nossos clientes em mais dimensões. Não só isso vai permitir-nos para envolvê-los em um nível mais profundo, mas também, e mais importante, que irá beneficiar nossos clientes dez vezes.

Por quê? Porque quando equiparmos nossas equipes de marketing e serviço ao cliente com informações úteis, tangíveis, eles podem ser mais eficazes e eficientes na construção de relacionamentos de longo prazo com os clientes. Ela ajuda a mudar o foco para se envolver em ações simples e dirigir a lealdade através de interações personalizadas.

Todos deveriam realmente saber mais sobre os desejos, necessidades e expectativas de nossos clientes - e poder antecipá-los em tempo real - podemos mudar a própria natureza do serviço ao cliente e fundamentalmente remodelar as formas em que os clientes vêem as nossas marcas e empresas.

Então, é hora de começar a pedir os tipos de perguntas que nos dará os dados úteis e significativas para saber mais sobre os clientes. Por exemplo, se você é um varejista de maquiagem, você deve estar à procura de respostas a perguntas como:

-  Quando os clientes estão comprando é para si, ou presentear amigos e familiares?
 - Qual é o item de maquiagem que o cliente não pode viver sem (por exemplo, rímel, delineador, gloss)?
 - Que produto é que um cliente compra com freqüência, e como podemos proativamente fazer um grande emparelhamento de produtos disponíveis para eles?

Ou, se você tem um pet shop ou loja ração, você deve estar à procura de respostas a perguntas como:

 -  Você comemora o aniversário do seu cão ou outros também outras datas (por exemplo, feriados, aniversários, casamentos)?
 -  Seu cão tem certas alergias alimentares ou sensibilidades?
 - Você viaja com seu cão, e em caso afirmativo, qual é o seu lanche favorito de viagem?

Sessenta e seis por cento dos brasileiros em uma recente pesquisa disseram que esperam que as marcas deveriam fazer negócios e saber mais sobre eles, muito mais agora do que até um ano atrás. Além disso, 80 por cento dos brasileiros disseram que irrita-los quando uma marca pede informações pessoais uma vez que eles já forneceram.

Não é nenhum segredo que as expectativas dos clientes são extremamente elevados - e essas expectativas são apenas crescendo - assim para ser bem sucedido, as marcas devem demonstrar valor se quiser que os clientes para compartilhar informações com eles.

Além disso, os clientes precisam saber como as informações solicitadas são relevantes para as suas experiências futuras, quer seja compras, serviços ou qualquer outra coisa. Na verdade, a mesma pesquisa descobriu que 52 por cento concordaram que eles estariam dispostos a compartilhar mais informações com as marcas se isso significasse receber mais de uma experiência personalizada em troca.

Infelizmente, a pesquisa também constatou que apenas nove por cento dos brasileiros acreditam que as marcas recolhem dados para ajudar os seus clientes, e apenas sete por cento acreditam que as marcas que coletam dados de clientes fazer algo útil com ele.


Eles estão certos?


Eu acredito que os clientes querem confiar em você e construir um relacionamento com você, e eles vão recompensá-lo por conhecê-los. Para fazer isso, você precisa para aproveitar o poder dos dados comportamentais e sociais transacionais.


É hora de conhecer seus clientes em mais de uma dimensão.

100 PERGUNTAS QUE VOCÊ DEVE FAZER ANTES DO DESENVOLVIMENTO DE UM SITE

100 PERGUNTAS QUE VOCÊ DEVE FAZER ANTES DO DENVOLVIMENTO DE UM SITE

Como um comerciante de longa data na web (desde 1998 - que é a mesma coisa que 90 anos de internet), eu sou um pouco defensor de algumas coisas que afetam diretamente meus serviços de marketing online. 

Além da otimização real da página, não há nada que compare os impactos de desempenho de um site mais do que o desenvolvimento e o designer.

Na verdade, um site com excelente otimização on-page e uma forte ligação do site com avatar, não escapa de sofrer sob uma arquitetura de site mal codificados e péssimo design.

Com muita frequência, as empresas vêm até nós depois que o site já foi projetado e codificado. Logo depois que ninguém acessa o site começam achar que compraram um gato ensacado, e descobrem que dentro do saco tem um site somente "bonitinho" e que não funciona em celular e tablet fica com letrinhas pra formiga ler. rsrs

Pior o site não é versão mobile e o Google não dá nem sinal de querer mostrar ele na terceira página das buscas....lugar onde Dexter (do seriado) esconde os corpos, porque ele esconde alí? - porque ninguém vai lá !. 

O problema aqui é que fazer o site mobile-friendly e ser achado pelos motores de buscas, isso deve ser feito antes de ser lançado, deverá ser feito enquanto o site está sendo projetado. É o trabalho do desenvolvedor. 

Não tenho qualquer grau de design de website e muito menos alguém pode me chamar de programador, o marketing digital tem me ensinado muito sobre design de websites. Muitos web designers começam com o objetivo de tornar o site bonito e tem certeza que ele funciona como solicitado.

Mas o que eles muitas vezes não consideram é o que acontece em seguida. Eles fizeram o seu trabalho, o resto é problema de outra pessoa. Comercialização vem em primeiro lugar Infelizmente, este tipo de projeto é míope. Todo o projeto deve começar com marketing. 

É marketing que determina o que fica bem visualmente. É marketing que determina o layout do site. É marketing que constrói layouts de navegação eficazes. É marketing que garante o projeto adere às melhores práticas de usabilidade ou considera necessidades e exigências do público. 

É de marketing que, em seguida, leva esse site e transforma-lo em um gerador de receita para o negócio. Desculpe os desenvolvedores. Marketing vem em primeiro lugar; o resto é construído a partir disso!

Com isso, criei uma lista de perguntas (mais de 100!) Que usamos para determinar o alcance de qualquer novo projeto de desenvolvimento web. Ao pensar através destas respostas iniciais, o tempo de sofrimento é reduzido ao mínimo e garante um bom produto final ao cliente e é exatamente o que eles querem.


ESSAS PERGUNTAS NOS PERMITEM:


Ter uma boa compreensão do negócio, quem é seu público e que o cliente está procurando. Produzir slogan que seja tão preciso quanto possível, às necessidades do cliente e produzir um site que atenda às suas expectativas; e
construir um site que esteja pronto para ser comercializado on-line, permanecendo fiel aos princípios fundamentais do negócio e visão.


Aqui + de 100 Perguntas que você deve fazer antes de eles fornecem um site somente "bonitinho".

Informação antes da criação:

1 - Descreva o seu público-alvo.
2 - Qual é o objetivo do site?
3 - Quais são os seus principais valores corporativos e como você expressá-las para os seus visitantes?
4 - O que o faz diferente de seus concorrentes?
5 - Por que as pessoas deveriam fazer negócios com você em vez de seus concorrentes?
6 - Descrever o estilo do site que você deseja.
7 - Você tem cores específicas da empresa que precisam ser usado?
8 - Você pode fornecer os números de Pantone para cores da sua empresa?
9 - Você tem outros materiais que o site precisa combinar com de alguma forma (pdf, materiais de imprensa, etc.)?
10 - O que você mais gosta em seu site atual?
11 - Existe alguma funcionalidade ou opções em seu site atual que você pretende manter (não o conteúdo)?
12 - Quais são os seus 3 principais frustrações com o seu site atual?
13 - O que é que os sites de seus concorrentes atuais têm que você gostaria de ter?
14 - Existem quaisquer sites com desenhos/imagens que você gosta?
15 - E sobre esses sites é que gostaria de ser incorporado em seu site?
16 - Que tipos de coisas que você vê em outros sites que você realmente gosta?
17 - Que tipos de coisas que você vê em outros sites que você realmente odeia?
18 - Nomeie as 3 coisas que são mais importantes na concepção do seu novo site.
19 - Nomeie as 3 coisas que são menos importantes para o design do seu novo site.
20 - Onde está o seu site hospedado?
21 - Você tem acesso total?
22 - Você pode fornecer nomes de usuários e senhas?
23 - Quem estará envolvido em seu final no desenvolvimento do site?
24 - Quaisquer outros prestadores de serviços?
25 - Quem ou como vai ser a gestão website manutenção?

Âmbito e Especificações

26 - Será que o seu host atual atende todas as necessidades do seu novo site (espaço, largura de banda, bases de dados, etc.)?
27 - Você planeja ou tem a necessidade de mudar para um novo provedor de hospedagem?
28 - Você precisa de ajuda para encontrar o host certo?
29 - Você já tem o DOMÍNIO que você pretende usar?
30 - Se não, você precisa de ajuda para registrar e comprar uma bom DOMÍNIO?
31 - Você tem um logotipo que você planeja utilizar ou um terá de ser criado?
32 - Se você tiver um, você pode fornecer os arquivos de arte originais?
33 - Você vai precisar de uma favicon?
34 - Você tem um slogan que você deseja usar ou você precisa de ajuda para criar um para o seu site?
35 - Você tem uma arquitetura do site concluída para o novo site ou este vai ser parte do escopo de trabalho?
36 - Quantas páginas o site acabado vai ter (estimado)?
37 - Você tem o conteúdo para o site ou conteúdo terá que ter nova criação e será parte do desenvolvimento do trabalho?
38 - Quantas páginas de conteúdo terá de ser desenvolvido?
39 - Haverá alguma promoção cruzada do conteúdo dentro do site?
40 - Por favor, forneça detalhes sobre a promoção cruzada conteúdo.
41 - Teremos que fazer a importação e formatação do seu conteúdo, ou você pretende fazer isso?
42 - Você ou sua equipe precisa de treinamento para fazer atualizações do site, diretrizes de publicação de conteúdo, etc.?
43 - Que tipos de ações que você deseja que os seus visitantes a tomar em seu site?
44 - Você tem fotos específicas que você pretende usar?
45 - Você tem direitos totais para esses arquivos?
46 - Você pode fornecer arquivos de alta resolução para nós?
47 - Será que precisamos encontrar ou criar quaisquer imagens para o site?
48 - Terá vídeo e áudio o novo site?
49 - Quantos vídeos ou arquivos de áudio será adicionado e / ou criado?
50 - Será que todas as personalizações precisam ser feitas, tais como otimização de busca, acrescentando sobreposições de conteúdo, embalagens personalizadas, etc?
51 - Você precisa de recursos de bate-papo on-line?
52 - Você tem outros meios de comunicação ou documentos PDF que precisam ser incorporados, ou será que qualquer necessidade de ser criado?
53 - Será que estes precisam ser otimizados para pesquisa?
54 - Será que seus visitantes necessitam de qualquer necessidades especial como leitor de tela, fontes maiores?
55 - Você tem requisitos específicos para celular?
56 - Você precisa de suporte a vários idiomas?
57 - Você vai precisar de um sistema de carrinho de compras para e-commerce?
58 - Você tem um sistema que você já usa?
59 - Você precisa de um sistema de gerenciamento de conteúdo?
60 - Você vai precisar de vários níveis de acesso?
61 - Você precisa ser capaz de gerir os processos de aprovação de publicação de conteúdo?
62 - Seu site precisa de um blog ou um fórum?
63 - Os usuários precisam se registrar para o seu site, por qualquer motivo?
64 - Se sim, porquê?
65 - Você precisa de alguma senha áreas protegidas?
66 - Que tipo de conteúdo será colocado atrás das áreas protegidas por senha?
67 - Como você quer que a informação apresentada tratado? (E-mail, banco de dados, etc.)
68 - Você precisa de quaisquer recursos de compartilhamento sociais construídas no (tweet, como, um, partes, etc.)?
69 - Haverá aplicativos de terceiros que precisam ser integrados?
70 - O que eles são?
71 - você precisará de um recurso de calendário de eventos?
72 - Você tem serviços de assinatura?
73 - Você quer usar um terceiro para qualquer parte do fornecimento de conteúdo de subscrição e / ou pagamento?
74 - Você precisa de opções de impressão?
75 - Você deseja empregar quaisquer recursos "Content-on-demand" (ou seja, elementos ocultos que são feitas visíveis com determinadas ações)?
76 - Você quer um projeto de largura fixa?
77 - Que informação deve estar na home page?
78 - Que informação deve estar sempre visível?
79 - Quais são as características, seções ou informações que você quer enfatizado no site?
80 - Como você gostaria que fosse apresentado?
81 - Precisará diferentes seções do site com diferentes desenhos, layouts ou coloração?
82 - Você tem elementos flash que deseja incluir?
83 - Serão fornecidos ou eles precisam ser criados?
84 - Você precisa de um recurso do site de busca interno padrão ou detalhado?
85 - Você quer números de telefone de contato bem visível?
86 - Você precisa de um banco de dados?
87 - Que funcionalidade específica que vai precisar?
88 - Você estará oferecendo publicidade no site?
89 - Como deve essa ser implementado?
90 - Você tem uma conta do Google Analytics?
91 - Você pode nos fornecer acesso?
92 - Você tem outras especificações ou precisa de uma funcionalidade específica que não tenha sido abordada?
93 - Qual é o seu prazo para conclusão total do projeto?
94 - Sobre a otimização de palavra-chave você irá acompanhar o desenvolvimento?
95 - Você precisa de formulários de contatos especiais com anexo de documentos? 
96 - Você já tem serviços de e-mail empresarial?
97 - Precisa de algum serviços de integração com e-mail marketing?
98 - Precisará de integração com CRM online?
99 - Seu CRM faz integração com web?
100 - Você gostaria de orientações profissionais (consultor) para novas sugestões e tendências de marketing digital?

Evite a todo custo o aumento do escopo e pós-desenvolvimento. Os piores trabalhos de desenvolvimento são aqueles que acabam com o aumentando o escopo. Isso acontece quando o cliente não sabe realmente o que eles querem e se eles continuaram a acrescentar itens e detalhes não citados ao projeto à medida que avança.

O custo disto é frequentemente sobrecarregar o desenvolvedor, pois o escopo não foi claramente definido em primeiro lugar. Quando o desenvolvedor coloca estas perguntas na frente, ajuda o cliente a pensar cuidadosamente através de todas as coisas que eles precisam de antecedência, eliminando o rastejamento do tempo de entrega. 

E, porque o marketing é o processo de desenvolvimento, não há nenhuma necessidade de contratar uma nova agência inteira para "consertar" todos os erros relacionadas ao marketing perpetrados pelo designer original, basta prevê-los !

Se precisar de Ajuda com seu website "bonitinho" que o Google esconde Entre em Contato !

GUIA PASSO-A-PASSO: COMO RESSUSCITAR CLIENTES MORTOS

Traga seus clientes mortos de volta à vida

Como re-estabelecer uma conexão com os clientes que já foram abandonados e enterrados? Ofereço agora um guia passo-a-passo para primeiro atrair a sua atenção e, em seguida, trazê-los de volta a sua coluna de ativos.

Não é nenhum segredo que é mais caro para tentar atrair novos clientes do que é para manter os que você já tem. 

Isso pode variar entre as indústrias, mas investir em novo ímpeto ao cliente é em qualquer lugar de cinco a 25 vezes mais caro do que manter sua base de clientes atual, de acordo com a Harvard Business Review .

Agora, considere uma outra pesquisa, que mostra o aumento das taxas de retenção de clientes em cinco por cento podendo aumentar os lucros em mais de 25 por cento. Além disso, o livro "Marketing Metrics" mostra que as empresas têm:
           "De 60 a 70 por cento de chance de vender com sucesso novamente para um cliente atual; e um cinco a 20 por cento de chance de transformar uma nova perspectiva em um cliente".

Portanto, faz sentido que os comerciantes devem concentrar os seus esforços e recursos em manter os clientes atuais feliz e satisfeito - especialmente aqueles que estão se esvaindo. Lembre-se, o sucesso do cliente é igual a sucesso da empresa. Quando os clientes estão felizes e suas necessidades estão atendidas, você é o verdadeiro vencedor.

Aqui está Guia passo-a-passo para trazer os seus clientes valiosos de volta dos mortos:

1 Passo: Obtenha a sua Atenção

Para ganhar de volta os clientes que passaram escuro, você precisa determinar o que tem a sua atenção em primeiro lugar e descobrir a melhor atividade para voltar a envolver com eles. Por exemplo, se os seus clientes gostam de aprender sobre novos recursos do produto visualmente, em seguida, webinars, vídeo ou infográficos seria a maneira mais eficaz de alcançá-los.

Mas se você não tiver tempo para aprender sobre essas preferências específicas, não é de admirar que você está lutando para reter clientes. Não há um modelo que serve para todos para ter o sucesso do cliente.

Determine qual o canal será a mais eficaz e, em seguida, entrege mensagens personalizadas e direcionadas para reacender uma conversa e lembrá-los de todos os benefícios que seu produto ou serviço tem para oferecer. Tendo em conta estas preferências pessoais irá permitir-lhe recuperar o nível original dos seus clientes.

Passo 2: Criar conteúdo

Depois de identificar o melhor canal, você precisa ter o conteúdo para apoiá-la. Blogs, e-livros, estudos de caso e webinars são apenas alguns exemplos de conteúdo que os comerciantes devem criar e distribuir para construir a lealdade do cliente. 

Use essas peças para promover novos produtos e campanhas, além de reiterar como a sua organização aborda diretamente pontos de dor individuais de cada cliente. 

Realize uma pesquisa com sua base de clientes, e use o feedback para criar conteúdo que demonstra uma forte compreensão de diferentes segmentos da sua empresa com o cliente. 

Os clientes querem que a empresa que eles estão fazendo negócios que realmente entenda o que eles precisam e vivem diariamente e crie produtos e serviços que tratam diretamente essas questões.

Passo 3: Seja um Recurso

Cada interação deve ser proposital. Aproveite o tempo para descobrir qual conteúdo será o mais benéfico e valioso antes de chegar aos seus clientes. Suas oportunidades de ganhar os clientes de volta são limitados, dê o melhor e faça uma pesquisa e trabalhe com bastante antecedência.

E, às vezes, mesmo que o cliente não sabe realmente o que ele ou ela precisa. Ouça os seus problemas para compreender melhor os problemas subjacentes para que possa melhor ajudá-los a enfrentar os desafios. Isso vai mostrar aos clientes que você está comprometido com o seu sucesso e para manter seu relacionamento com eles.

Passo 4: Se tudo isso falhar, estenda a mão e peça Feedback

Então o que acontece se você seguir estes três passos, e ainda parece que não há esperança em trazer de volta um cliente? Em primeiro lugar, entender porque isso acontece.

No entanto, não há nenhuma razão que você não deva tentar aprender com esta lacuna. Peça feedback para que você possa fazer alterações com base na sua experiência.

E não se esqueça de compartilhar seus comentários com os membros de sua equipe. Reuniões internas semanais ou mensais dedicadas aos desafios que discutem esse assunto só vai ajudar a melhorar processos. E também vai permitir que os clientes saibam que sua empresa ainda se preocupa com a sua opinião, mesmo quando nada está dando certo.

Trazer os clientes de volta para a vida não é fácil, você e sua equipe precisam estar na mesma página e preparados com as ferramentas para o sucesso. A retenção do cliente é um elemento chave do sucesso do negócio.

Quando os clientes trabalham com a sua empresa, eles estão investindo não só o dinheiro, mas também a sua confiança. Usando estes passos como ponto de partida, você pode começar a re-estabelecer uma conexão com os clientes existentes, salvando o reconhecimento da marca, dinheiro da empresa e construção como um negócio que se preocupa com seus clientes existentes tanto quanto adquirir novos clientes.

AUMENTE HOJE MESMO A VISIBILIDADE DO SEU NEGÓCIO COM GOOGLE MEU NEGÓCIO, é GRÁTIS!

AUMENTE A VISIBILIDADE DO SEU NEGÓCIO COM GOOGLE MEU NEGÓCIO

Você certamente já ouviu falar sobre esta funcionalidade do Google, mas você sabe realmente como ele é usado e quais são as principais vantagens?

No artigo de hoje encontramos respostas e um monte de dicas úteis para você que tem ou quer ser "achado" no Google.

Google Meu negócio é Grátis para colocar um negócio no Google e fazer ele aparecer. 

Sou consultor de Marketing Digital por muitos anos, com o meu próprio blog Limmao.com.br e muito ativo nas redes sociais, especialmente Facebook e Google+ .

Em um país como a Brasil, onde 80% dos negócios é uma prioridade pertence a PME considere desenvolver uma estratégia de Marketing Digital e Mídia Social, é uma necessidade as limitações dessas empresas, principalmente em termos aos recursos econômicos e organizacionais. 

Porque eu digo isso? porque marketing online é barato em relação a outras mídias, pode ser mensurado e a entrega é personalizada. Metade dessas empresas tem menos de 10 pessoas empregadas, e ¼ tem até mesmo uma única pessoa, incluindo os profissionais independentes a serem incluídos.

De todas essas empresas mais de 80% pertencem ao setor de serviços, e, portanto, também na maioria dos casos lidam diretamente com o cliente final, na maioria dos casos.

Reconhecer esta situação que eu descrevi do nosso mercado de negócios ajuda a explicar por que as empresas ainda não têm-se centrado no desenvolvimento de estratégias para ganhar visibilidade e da rede de posicionamento.

Google Meu negócio é a ferramenta que vai ajudar você gerir e melhorar a presença da sua empresa em toda a rede de serviços do Google, tais como navegador, mapas e Google+.

E quais são os principais recursos que o Google Meu Negócio? trás visibilidade e gerenciamento do seu negócio com seus clientes:

   - Fotos do seus produtos/serviços e do seu negócio;
   - Pino no Mapa de Geolocalização;
   - Publicação do horário de funcionamento e fechamentos;
   - Comentários de clientes;
   - Links para a web (site/blog, mídias sociais e outro canal);
   - Chamadas de Telefone diretamente de dentro do meu            "cartão de visita";
   - Estatísticas;
   - Descrição dos seus produtos e serviços.

E outras informações de interesse para os seus clientes, o Google Meu Negócio é, portanto, uma ferramenta muito abrangente, cujos benefícios que os relatórios não deve ser desperdiçada. 

Aqui quero compartilhar com vocês algumas perguntas e respostas sobre Google Meu Negócio e como você pode otimizar a sua presença com esta ferramenta:

1 - O que é o Google Meu Negócio e quais são as suas principais características?


Resposta 1: Google Meu Negócio é uma ferramenta básica para posicionar nossos negócios no motor de busca Google. 

Resposta 2: O uso do Google Meu negócio é um fator chave para qualquer empresa ou marca que quer ser on-line. 

Resposta 3: Google Meu Negócio não só permite a visibilidade da gestão na busca, mas também em Mapas e Google Plus.

Resposta 4: Google Meu Negócio integra os principais serviços da Google para o seu negócio ou marca .

Resposta 5: Google Meu Negócio permite controlar e adicionar informações para que os clientes vejam e entendam o seu negócio. 


2 - Quais são as vantagens do Google meu negócio para o nosso negócio?


Resposta 1: Maior visibilidade na pesquisa do Google.

Resposta 2: Você pode gerenciar o que você deseja ser exibido no cartão anexado aos resultados do Google.

Resposta 3: Geo Posicionamento. Meu negócio pode começar aparecer no Google Maps.

Resposta 4: Integra chamadas à ação e todas as informações de contato da sua empresa diretamente no Google Maps. 

Resposta 5: Receba feedback dos clientes. Você tem acesso e pode gerenciar as opiniões dos clientes. 

Resposta 6: Reforçar as informações de clientes sobre uma oferta.

Resposta 7: horário de funcionamento, reservas, links, fotos, telefone de contato.

3 - Quais são as diferenças entre o Google Meu Negócio e Google Places para negócios?


Resposta 1: A diferença é que o Google Meu Negócio é uma evolução do Google Places.

Resposta 2: O Google Places deixou de existir.

Resposta 3: No que diz respeito mais informação dos Lugares, estatísticas e mudanças nas avaliações de gestão. 

4 - Que tipo de negócio pode ser mais eficaz para usar o Google o meu negócio?


Resposta 1: Eles acomodam profissionais autônomos, empresas locais, grandes empresas e marcas.

Resposta 2: Tipos: A) Com localização física, B) Prestam serviços em uma área, C) Marcas comerciais e não têm intensão de vender on-line.

Resposta 3: Distingue-se bem entre negócios locais para um local de uma marca em um local.

Resposta 4: As possibilidades oferecidas e locais de informação são muito maiores do que as paginas de marca.

Resposta 5: Pequenas empresas, especialmente locais, com menos recursos, são os o que mais devem se beneficiar.

Resposta 6: Pequenas empresas locais não estão aproveitando o que representa uma ferramenta e a custo zero.


5 - Que tipo de ferramentas on-line podem ser combinados Google Meu Negócio para aproveitar ao máximo?


Resposta 1: Google Meu negócio por si só, não requer ferramentas externas para a gestão.

Resposta 2: É aconselhável ligar o canal do Youtube e do Google Analytics.

Resposta 3: A combinação com o Analytics vai nos dar mais informações.

Resposta 4: você poderia compartilhar conosco algumas histórias de sucesso usando o Google Meu Negócio?

Você poderia compartilhar conosco algumas histórias de sucesso usando o Google Meu Negócio


Resposta: Sim tenho muitos cases de Sucesso, gerencio mais de 40 contas, mas não tenho autorização dos proprietários e por isso não vou expor suas marcas e nomes aqui, mas eles já estão recebendo benefícios diretos de sua presença no Google Meu Negócio, tais como chamadas, reservas e como chegar lá e claro vendendo muito mais.

Agende Aqui uma Visita Grátis e irei até a sua empresa e apresentarei diversos cases de sucesso e outros Benefícios e como farei para colocar sua empresa em primeiro lugar nas buscas.